Curta e Siga


Complicações na Fratura do escafóide




Olá! Eu sou a Dani e esse texto fala sobre Complicações na Fratura do escafóide.


O escafóide é um dos 8 ossos do carpo que constituem o punho, vulgarmente designado de "pulso". Trata-se de um osso muito complexo, que permite a harmoniosa e normal mobilização do punho e da mão.

A fratura do escafóide é bastante frequente quando existe um traumatismo da região do punho. O escafóide é o osso do carpo que mais frequentemente sofre fraturas. Trata-se de um osso com características particulares, nomeadamente a fragilidade da sua irrigação sanguínea e a existência de poucos ligamentos para a sua estabilização. Esta fragilidade manifesta-se quando existe uma fratura do escafóide, a qual condiciona essa irrigação, que dá vida ao osso.

A fratura do escafóide pode ser classificada de acordo com a zona do osso em que esta ocorre, isto é, segundo o local da sua divisão anatómica em "3 terços": a mais frequente é no seu terço médio, seguida pela fratura no terço/pólo proximal ou no terço/pólo distal ou tuberosidade.
Causas da fratura do escafóide

A fratura do escafóide pode ocorrer em qualquer idade, incluindo crianças. O mecanismo mais comum é uma queda com apoio sobre a mão estendida (extensão do punho).

Tendo em conta o mecanismo de lesão e a qualidade óssea do punho, pode-se inferir que o grupo em maior risco são os adultos/jovens e com boa qualidade óssea. Ao contrário, as quedas após os 65-70 anos, frequentemente associam-se a fraturas do rádio, vulgarmente chamadas de "fraturas do punho".

A cirurgia (ou operação) está indicada nas fraturas que apresentam desvio e quando associadas a outras lesões com indicação para tratamento cirúrgico, ou quando se pretende uma retoma mais rápida à vida ativa.

Existem complicações imediatas/agudas ou tardias, assim como as que podem ocorrer pela cirurgia.

Entre as complicações que podem surgir, destacamos as seguintes:

  • Pseudartrose do escafóide, que corresponde à não união da fratura do escafóide, após o normal período de tratamento e tempo de recuperação adequados;
  • Artrose do punho, que é um processo degenerativo e progressivo no punho que surge das alterações após o traumatismo, nomeadamente nos casos que evoluem para pseudartrose. Estas alterações traduzem-se por perda de cartilagem e instabilidade dos ligamentos, originando o aparecimento de dor e diminuição da mobilidade;
  • Necrose avascular (osteonecrose): caracteriza-se pela morte do osso, devido à perda de irrigação sanguínea. Ocorre principalmente quando a fratura do escafóide se dá no terço proximal - zona mais sensível à interrupção sanguínea.

Espero que você tenha gostado da abordagem. Segue a gente nas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, e no Youtube. Entre no grupo do Whatsappe no grupo do Telegram

Deixe seu comentário e nos marque(@Sua Saúde) pra gente ver:

Nenhum comentário